Noticias

22/06/2017

Pequenos Negócios criaram 91% dos novos empregos em maio

Os pequenos e médios negócios foram os principais responsáveis pela geração de vagas com carteira assinada em maio, segundo dados do Sebrae com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Do total de 34,2 mil vagas de trabalho formais criadas no mês passado, 91% foram geradas pelas micro e pequenas empresas.

Em maio, o setor que mais contribuiu para o bom desempenho das micro e pequenas empresas na contratação de empregados foi o da Agropecuária, com a ocupação de 26,5 mil vagas, em virtude da sazonalidade do setor.

No mesmo período, os negócios de Serviços geraram quase 12 mil novos postos, impulsionado pelas atividades de imobiliárias, serviços médicos, odontológicos e veterinários e ensino.

A Indústria, o Comércio e a Extrativa Mineral encerraram vagas, com as extinções de, respectivamente, seis mil, 3,9 mil e 230 postos de trabalho nos pequenos negócios. Desde o início do ano, os pequenos negócios acumulam um saldo positivo de 135,9 mil novos empregos.

— O número de postos de trabalho criados pelos pequenos negócios é 15 vezes superior ao das empresas de médio e grande portes. Mais uma vez, as micro e pequenas empresas puxaram a geração de empregos no Brasil — afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Presidente da Frente da Micro e Pequena Empresa, o deputado federal Jorginho Mello (PR) comemorou o resultado e apontou o trabalho feito com aprovação de políticas públicas para o setor. “No final de 2016, aprovamos o Super Simples que dá um novo fôlego para os pequenos negócios. Vamos continuar trabalhando para que as micro e pequenas empresas continuem gerando emprego e renda”, exclamou o parlamentar.

 

 

Fonte: Pequenas Empresas, Grandes Negócios